Posts com Tag ‘Inovação’

leao

Por Carine Biscaro

A Receita Federal está de parabéns! Agora o contribuinte tem a opção de cadatrar o celular no site e
receber uma mensagem SMS quando a restituição for liberada. Isso quer dizer comodidade!

Após cadastrar seu celular, uma mensagem SMS (mensagem curta de texto) será enviada para o mesmo sempre que uma restituição de IRPF, referente a qualquer exercício a partir de 2008, for disponibilizada para resgate.

Basta realizar o cadastro (que é fácil, breve e objetivo) e fazer a ativação. O sistema oferece instruções passo-a-passo.

O usuário poderá ainda cancelar ou alterar o número do celular para o recebimento da mensagem SMS.

Cadastre seu celular e receba uma mensagem SMS quando sua restituição for liberada. Para isso  clique aqui !

OBS: É necessário fazer uma Nova Solicitação para depois ativar, conforme a ordem de cadastramento
no site. Ao cadastrar seu CPF e celular o sistema dá um aviso que em até 3 dias eles enviarão um código
para o celular cadastrado. No meu caso demorou 10 minutos!  Muito bom!

Anúncios

Por Carine Biscaro

O empresário Luiz André Tissot optou por decisões ousadas em época de crise e resseção no mercado mundial. Confira a matéria retirada do jornal Zero Hora (01/06/09):

sierra

Ousadia na crise  
 
Ele faz mais ou menos o contrário do que pregam os livros de gestão. Se, em momentos de crise, a maior parte do empresariado coloca o pé no freio e aguarda um horizonte de dias menos turbulentos, o líder de 650 trabalhadores faz o contrário. Tira da gaveta planos de expansão e avança. Vale mais o instinto e não tanto o planejamento. Enquanto os concorrentes se encolhem, Luiz André Tissot mira exatamente no sentido inverso. Sai à procura de oportunidades de crescimento e garante que as encontra:

– É na crise que achamos as boas oportunidades de negócios. Aqui na empresa, a palavra crise foi abolida totalmente e trocada por trabalho, muito trabalho, equipe e crescimento. É acreditar no que se faz.

Provas? O empresário gramadense diz que há várias. Nos Estados Unidos, por exemplo, André procura, no momento, um local para expandir a rede Sierra Móveis no mercado norte-americano. Com os preços depreciados pela crise que varre economias de continente a continente, acredita que, por um bom valor, vai encontrar um espaço para o centro de distribuição que, em breve, estará encaminhando seus produtos diretamente aos pequenos lojistas do maior mercado mundial.

Mas os indícios de suas teorias vão além. Se a economia deste ano é marcada por um gráfico em queda livre, a do caçula dos seis filhos do pedreiro e ferreiro Luiz e de Odila vive um ritmo bem mais frenético e já planeja encerrar o ano com receita de R$ 50 milhões, invejáveis 20% acima do ano passado. É isso mesmo, ele quer crescer 20% em ano de crise, quando os balanços de boa parte das empresas fecharão no vermelho.

Só em inaugurações, vai cortar a fita de mais oito novas lojas neste ano que vão se somar às 62 atuais. Apenas para se ter uma ideia: o mercado catarinense vai ganhar três nos próximos 90 dias. E, nesse mesmo período, vai chegar a Angola e, ainda este ano, à Bolívia e ao Chile. Lançamentos de produtos, então, superam um por dia – são mais de 400 por ano, duas coleções a cada semestre. E muita tecnologia nisso tudo que, só em 2009, exigirão investimentos de R$ 7 milhões para fazer frente à venda de cerca de 8 mil peças mensais.

Não é para menos. Além das exigências dos consumidores, o olhar de André, que nasceu há 54 anos, quando Gramado se emancipou de Taquara e virou município, está voltado aos clientes no Exterior. Hoje, exporta para 32 países e tem 12 franqueados em cidades estrangeiras. Se os russos preferem mais móveis com cores berrantes e desenhos dourados e prateados, os clientes de Dubai, como a característica do país onde vivem, são fãs de produtos de linhas mais modernas.

E tem mais. Para não ter problemas de conservação e durabilidade, o mesmo móvel que aguenta os 40ºC de Dubai e os 40ºC negativos de Moscou deve passar por técnicas especiais com base em tecnologia diferenciada, processo técnico de secagem da madeira. Ganhos de qualidade são obsessão para André, que separa parte de suas 12 horas diárias de trabalho para cuidar da importação de maquinário do Canadá, Alemanha e Itália e que, no final do projeto, irá redundar na exposição de seus produtos, no próximo ano, em Milão. A tradução disso tudo é uma só.

– Teremos um certificado de credibilidade que serve para o mundo inteiro, embora já sejamos competitivos de igual para igual com os italianos – diz o pai do gremista Arthur e do colorado Gustavo (em casa, o Gre-nal termina empatado, pois os pais também se dividem quanto à torcida).

E, de olho na política ecologicamente correta, em dois a três anos ele espera estar exportando só com madeira maciça de reflorestamento de eucalipto, outro selo que reforçará sua presença no Exterior.

Por Carine Biscaro

childrensAgora a tarde uma notícia me chamou a atenção na Revista Época, cuja chamada era: Hospital transmite cirurgia pelo Twitter. Como assim!!! pensei eu e perguntei para meu ilustre chefinho Gian: – Mas como assim??  Twitter não é só mensagens de texto??? Ele disse: – sim, eles devem ficar contando o passo-a-passo a cirúrgia. – Passo-a-passo?  perguntei eu. – Sim, respondeu ele. – Eles devem escrever.. agora cortaram o rim, agora costuramos, agora me passe a tesoura…hehehe.

Brincadeiras a parte… como diz o autor da matéria na Época: – Parece Bizzaro!!!! Mas relações públicas do hospital, os quais ficam alimentando o Twitter,  se valeram da nova tecnologia para proporcionar aos parentes e internautas em geral o acompanhamento sobre como é feita a cirurgia e também fazem apelos para doação de órgãos, com links informativos.

Até que achei essa idéia legal !! Claro que, em casos em que a cirurgia tenha a máxima chance de ser bem sucedida.. senão imagine como ficam os familiares e  amigos dos  transplantados caso alguma coisa dê errado! Melhor nem pensar.

Ai vai o link da matéria:

http://colunas.epoca.globo.com/bombounaweb/2009/05/18/hospital-transmite-cirurgia-pelo-twitter/#post-1581

Por Carine Biscaro

Na Revista Você SA edição 130, abril de 2009, saiu uma matéria com o título “Como fazer o seu trabalho aparecer”. A reportagem é bem completa e demonstra como executivos das mais variadas idades e formação (acadêmica e empresarial) fizeram a diferença em suas organizações.

A reportagem foca na história de profissionais que atingiram e estão atigindo resultados extraordinários com idéias simples.  E, demonstra o que já estamos carecas de saber… ou seja, que o que vale é ter iniciativa, arregaçar as mangas, botar as idéias em prática e fazer com que todos os envolvidos se vejam inseridos no processo e “comprem” a idéia,  pois as mudanças não acontecerão se não soubermos mover as pessoas que nos cercam para um objetivo em comum.

Alguns profissionais que mereceram destaque:

Claudio Vilardo,
33 anos,
gerente nacional de grandes clientes da Kimberly-Clark

Como se destacou > Estabeleceu uma parceria com hipermercados para buscar soluções simples e inovadoras, que aumentaram as vendas.

Lição > Encare a incerteza positivamente, para não ficar paralisado, e procure novas oportunidades.

Resultado > As vendas da Kimberly para Wal-Mart, Carrefour e Pão de Açúcar aumentaram 19% em janeiro e fevereiro deste ano em relação ao mesmo período de 2008.

Felipe Gomes,
29 anos,
gerente de marketing da Audi

Como se destacou > Reformulou a estratégia de marketing da Audi

Lição> Dê prioridade para ações rápidas e criativas em vez de planos mirabolantes.

Resultado > Para o negócio, aumento de 30% nas vendas. Para a carreira, bônus e reconhecimento da subsidiária no Brasil e da matriz, na Alemanha.

Adriano Magalhães,
35 anos,
diretor da unidade de químicos de performance da Basf para a América do Sul

Como se destacou > Antecipou os efeitos da crise e, surpreendendo a organização, decidiu reduzir em 30% o estoque da divisão que comanda.

Lição > Às vezes, para garantir o resultado, é preciso discordar dos chefes. Reúna argumentos para debater.

Resultado > Evitou uma perda de milhões de reais quando a demanda caiu, no início deste ano.

José Ricardo de Moura,
33 anos,
analista de processo da área de expedição da Coca-Cola Guararapes

Como se destacou > Propôs uma reorganização do estoque, que economizou 25% com custo de transferência dos produtos da fábrica até o consumidor.

Lição > Pense como o dono do negócio. Há informações sobre a sua área que só você tem.

Resultado > Para ele, a ideia trouxe visibilidade. Hoje, é apontado como sucessor imediato de seu chefe.

Marilza Sales Collado,
36 anos,
gerente executiva de produtos e serviços da Visa Vale

Como se destacou > Conseguiu desenvolver e implantar um produto em tempo recorde, com a ajuda e o comprometimento de toda equipe.

Lição > É preciso tomar decisões duras, sem deixar de exercer uma liderança suave e inspiradora.

Resultado > Entregou um projeto dois meses antes do prazo. Chamou a atenção da diretoria, que deixou de contratar um profissional no mercado para promovê-la.

Para quem desejar ler a reportagem na íntegra aqui vai o site:
http://vocesa.abril.com.br/edicoes/0130/aberto/materia/mt_448216.shtml

Um abraço!